Regina Duarte quer muito assumir a Cultura, mas pensa na rebordosa

Regina Duarte quer muito assumir a Cultura, mas pensa na rebordosaEla pensa nas consequências, mas que ninguém se engane com seu jeito doce de ser

A atriz Regina Duarte quer mesmo a Secretaria Especial de Cultura. Nem faz questão do status de ministério, apesar de considerar isso positivo, segundo pessoas mais próximas. Faz questão é de estrutura e recursos, para uma gestão marcante. Apesar do jeito doce e de haver dito certa vez ter medo do PT no poder, Regina é valente, como se viu na campanha de 2018, e fascinada com a chance de pôr em prática suas ideias para o setor. Quanto ao medo, Mensalão e Lava Jato mostraram que ela tinha razão. A informação é de Cláudio Humberto, colunista do Diário do Poder.

Regina Duarte não tem medo, mas reflete sobre se quer mesmo para ela e a família uma rotina que pode ser cruel. Rotina de pancadaria.

A eterna “namoradinha do Brasil” sabe que enfrentará a patrulha ideológica, que não admite um artista apoiando o governo Bolsonaro.

Se há o risco de ataques, Regina Duarte conta com autêntico exército de admiradores em todo o País, pronto para defender suas posições.

A conversa no Rio pode ter dado a Regina a certeza de que Bolsonaro a ajudará a fazer um bom trabalho. E a enfrentar caras e bocas.

Deixe uma resposta