Opinião:”Greve ameaça abertura do ano letivo no Piauí”

Por:Zózimo Tavares/ Edição:B.Silva

Impasse entre o Governo do Piauí e o magistério. O governador Wellington Dias decidiu encaminhar à Assembleia Legislativa um projeto de lei estabelecendo que o menor valor pago para os professores 40 horas da rede estadual de ensino seja de R$ 3.167,17.

Com isso, segundo o governo, o piso estadual se manterá acima de R$ 2.886,24, que é o valor definido nacionalmente pelo governo federal.

A lei permitirá incorporar ao salário o percentual de 4,17%, concedido ano passado, com auxílio, em acordo com a categoria.

Além do piso acima do valor nacional, o Governo do Estado manterá o auxílio-alimentação pago aos professores ativos, já no contracheque de fevereiro. O valor aplicado será de 4,31%, com base no Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).

O governo informou ainda que, atualmente, o menor vencimento do professor 40 horas, que está em sala de aula, é R$ 3.451,20, acrescido de 4,17% em forma de auxílio-alimentação.

Esse valor também é o definido para quem inicia a carreira na rede pública estadual.

Contas não batem

Mas os trabalhadores em educação da rede estadual do Piauí fazem contas diferentes. O Sindicato dos Trabalhadores em Educação Básica do Piauí (Sinte-PI) alega que governo Wellington Dias não cumpriu a Lei do Piso em 2019 nem o acordo firmado com a categoria, deixando aposentadas/os da educação sem reajuste e os ativos com a insegurança do auxílio alimentação.

 Ontem houve mobilização dos professores e a decisão de deflagrar greve geral por tempo indeterminado nas escolas do Estado, exigindo o pagamento do novo piso

O governo justifica, no entanto, que em todo o país, oito estados não cumprem o piso dos professores: São Paulo, Paraná, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Espirito Santo, Goiás, Sergipe e Pará.

Também informa que o projeto enviado à Assembleia terá valor após sua aprovação e sua execução será condicionada aos limites da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

O início do ano letivo nas escolas estaduais está marcado para segunda-feira, dia 17.

Deixe uma resposta