Professores realizam protesto em frente ao Palácio de Karnak

Na manhã desta segunda-feira, 10 de fevereiro, os profissionais da rede pública estadual de educação realizaram um protesto em frente ao Palácio de Karnak. Os professores reivindicam o pagamento do reajuste salarial e melhores condições para a educação.

Os profissionais do magistério aprovaram greve geral em assembleia realizada na última terça-feira, 4 de fevereiro, pelo Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Piauí (Sinte-PI).

De acordo com a professora Paulina Almeida, presidente do Sinte-PI, os profissionais estão cobrando do Governo do Estado os reajustes referentes aos anos de 2019 e 2020.

“Nós estamos buscando a nossa valorização profissional, que é um percentual referente a 2019 de 4,17% para ativos, aposentados, professores e funcionários, e estamos buscando também a valorização referente a 2020, que é o percentual de 12,84%”, explicou.

A presidente do sindicato afirmou ainda que a greve geral foi deflagrada devido às tentativas de diálogo dos professores com o Governo do Estado não terem obtido êxito.

“Nós já deflagramos greve com início na data de hoje. O Governo do Piauí insiste em não dialogar com os trabalhadores, por isso nós decretamos greve por tempo indeterminado, até que o governador do estado possa conversar com a categoria”, finalizou. (KELVYN COUTINHO)

Deixe uma resposta