O Piauí não merece sua demagogia e desfaçatez, governador!

Meu preclaro Wellington Dias,

Um misto de revolta e vergonha toma conta de mim, quando veja nas redes sociais  os vídeos que o senhor gravou, com seus gestos teatrais ensaiados, tentando sensibilizar  a população, fazendo pose de bonzinho e sacrossanto, contra o discurso do presidente Bolsonaro por ele proferido na última terça-feira.

Não vamos analisar o discurso em si, ou coisa que o valha. Mas o senhor, aproveitando a ira dos descontentes com o Bolsonaro, que possuem saudades dos tempos de engodo e enganação da era Lula/Dilma,  vem fazer média com  a população, falando de valorização da vida, dizendo que “no Piauí nós damos valor à vida”; “a vida humana tem valor”; “há algo em primeiro lugar agora: a vida”. Só agora, governador???

Onde estava essa emoção, essa sensibilidade deste impoluto homem, chamado José Wellington Barroso de Araújo Dias, quando em 2009 houve aquela tragédia na barragem dos algodões? Qual foi o tratamento que ele deu às vítimas? Como os tratou depois, com relação ao pagamento das indenizações? Quantas lágrimas o senhor enxugou, daqueles que perderam tudo que tinham e ficaram sem chão???

Ah, governador! E há quase dois anos, quando os hospitais e clínicas deixaram de atender o plano de saúde dos servidores do Estado (Plamta/Iaspi), porque o senhor não repassou a esses estabelecimentos de saúde o dinheiro que o Estado desconta nos nossos contracheques de servidores? Pacientes morreram por falta de atendimento e por irresponsabilidade do seu governo. Inclusive pacientes oncológicos, porque minha esposa era paciente oncológica no São Marcos e eu acompanhei de perto a via crucis dessas pobres criaturas!

Não, governador, não dá para ficar calado diante de tanto cinismo! Demagogia de político existe, mas num momento como esses é desumano. Não o acuso. Não cabe a mim. Mas, peço: Olhe- se no espelho. Olhe nos olhos do seu casal de netos que acaba de chegar e procure sentir se a sua consciência está tranquila. Aliás, eu não teria colocado meus netos no meio de um discurso politiqueiro.

Governador, Deus é mais. Nas mãos dEle está minha esperança de que as coisas voltarão aos seus devidos lugares. No tempo certo, na hora certa, cada um há de pagar o que deve. O senhor está tendo uma oportunidade única de cuidar das pessoas, dos mais carentes principalmente. Mas o senhor optou pelos mais ricos, pelos políticos, pelos homens da justiça, e os menos aquinhoados foram entregues à sua própria sorte. E eu nem falei da maldade que é atrasar 4 e até 5 meses de salários de servidores terceirizados., que possuem famílias e precisam viver. Ou a vida deles não vale nada?!

E o mais, governador, beijo nas crianças e seja feliz! (Por:Bernardo Silva)

Deixe uma resposta