Sinte Piauí na defesa dos 60% do precatório do Fundef para o magistério

Em entrevista concedida, na sexta-feira (10), ao Portal Pensar Pìauí, a presidente do Sinte Piauí, Paulina Almeida, expôs de forma incisiva que o recurso oriundo do precatório do Fundef, de acordo com o  Art. 22 da Lei 11.494/2007, sustenta a luta da entidade pela subvinculação de 60% do recurso para a remuneração dos profissionais do magistério.

No âmbito da entrevista, Paulina Almeida sublinhou o arrocho imposto há dois anos pelo governo Wellington Dias, sem reajuste salarial e com a reforma da previdência estadual massacrando aposentadas e aposentados.

Ao analisar o programa “Educar Piauí”, a presidente do Sinte deixou claro que o sindicato não participou da elaboração deste. De acordo com ela, “no ano de 2019, solicitamos, por ofício, uma agenda para participarmos da elaboração do programa e da discussão sobre a subvinculação do precatório do Fundef. Nunca fomos recebidos o que caracteriza a falta de diálogo do governador com os trabalhadores”, finalizou Paulina Almeida.(Sinte-PI)

Deixe uma resposta