Ciro Nogueira: “O Nordeste não é de esquerda, não é petista”

Depois do anúncio do rompimento de sua parceria política com o governador Wellington Dias, Ciro Nogueira começa a entoar um forte discurso contrário ao Partido dos Trabalhadores (PT), não só no Piauí, mas em todo o nordeste.  

Líder nacional do grupo apelidado de “Centrão”, formado pelo PL, Republicanos, PSD, PTB, Progressistas e Solidariedade, o senador demonstra que pretende comandar uma frente de apoio a Jair Bolsonaro, sobretudo, na região antes predominada pelo PT. 

De olho em 2022, quando deve disputar o governo do Piauí, possivelmente contra um nome apoiado por Wellington Dias, Ciro aponta qual o caminho seguirá e revela que Bolsonaro, além de ser candidato à reeleição, está tendo um vertiginoso crescimento na região nordeste, tomando o lugar que já foi de Lula.

O nordeste não é de esquerda, não é petista. O nordeste foi lulista. Lula transmitiu na época ter uma preocupação de cuidar das pessoas. O presidente agora teve a mesma atitude, nesse momento de dificuldade, passou essa imagem lá e ocupou um espaço de um vazio enorme. Com a falta de perspectiva de futuro do PT, de ter um candidato competitivo, o partido se enfraqueceu muito. As pessoas não veem mais Lula com perspectiva de poder e nem ele com vontade disso mais”, disse ao Estadão.

Ciro confirmou que o Progressistas no Piauí está completamente fechado no apoio a Bolsonaro. (Feitosa Costa)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *