Deputados do PI terão valores gastos com tratamento de Covid-19 ressarcidos

A sociedade piauiense não pode mais falar que a Assembleia Legislativa do Estado do Piauí foi omissa no combate à pandemia. Os Deputados Estaduais foram eficientes em defender os seus próprios interesses.

O Ato da Mesa Diretora da ALEPI 63/2020, de 17 de junho de 2020, aprovou para os nobres Deputados Estaduais do Piauí o direito ao ressarcimento ilimitado de despesas que eles tiverem com internação paras diversos tratamentos médicos, inclusive relacionados à COVID-19.

Além disso, se o tratamento for realizado fora do estado, será garantido o direito a diárias que podem chegar ao valor de R$ 6.000,00. Se não fosse o suficiente, fica também assegurada a concessão de passagens para até 2 acompanhantes.

Por fim, a norma aprovada ainda estipulou efeitos retroativos, ou seja, existe a possibilidade de ressarcimento para o Deputado que tiver efetuado tais despesas antes da aprovação do ato.

Em tempos de crise nas finanças e na saúde, crescimento do desemprego e fechamento de muitas empresas, a instituição dessa medida representa total descaso e falta de compromisso da Casa do Povo com a sociedade piauiense.

De acordo com o IBGE, a renda média mensal de um piauiense é de aproximadamente R$ 1.420,00. Aparentemente, os nossos Deputados Estaduais, apesar de receberem mais de um salário-mínimo por dia, acreditam que não podem ser onerados por essa crise, jogando essa conta para o pagador de impostos.

Dessa forma, quem vai pagar essa conta é justamente o trabalhador que ficou desempregado e o empresário que fechou as portas. (Marina Sousa/R10)

Deixe uma resposta