Ministro do STF manda soltar secretário acusado de receber propinas

Secretário de Doria diz que prisão é exagerada e defesa pedirá revogaçãoAlexandre Bandy é investigado no âmbito da Operação Dardanários, da PF

Secretário de Transportes Metropolitanos do governo de João Doria, em São Paulo, Alexandre Baldy não chegou a esquentar o lugar na prisão, para onde foi levado sob suspeita de receber propina: o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu mandar soltá-lo nesta sexta-feira (7).

Preso na Operação Dardanários, fase da Lava Jato, Baldy está envolvido nas investigações de desvios na área da saúde envolvendo órgãos federais. Segundo a PF, hoiuve “conluio entre empresários e agentes públicos, que tinham por finalidade contratações dirigidas”.

Gilmar Mendes foi designado por sorteio como relator, por isso coube a ele decidir sobre o caso que tramita em segredo de Justiça.

Alexandre Baldy se licenciou do cargo por 30 dias, e Doria destacou mais uma vez que as irregularidades apontadas não dizem respeito ao seu período de secretário do governo paulista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *