Considerações sobre a Semana da Imprensa de Parnaíba

As tratativas para as decisões sempre ocorreram na Fundação Raul Bacellar

No ano passado, nesta data, estávamos iniciando mais uma Semana da Imprensa. Foram 57 anos ininterruptos da realização deste evento, criado e realizado por mais de 50 anos pelo jornalista Rubem Freitas. Depois de sua morte, com a criação da Associação dos Comunicadores de Parnaíba (Ascompar) a Semana da Imprensa passou a ser realizada pela diretoria da referida Associação.

Após a morte de Rubem Freitas a Semana da Imprensa continuou, tendo familiares e amigos do jornalista como convidados

Este ano a pandemia não permitiu que neste mês fosse realizada a 58ª Semana da Imprensa, que já possuía seus colaboradores e benfeitores de longos anos, como os presidentes da FIEPI, Zé Filho e da Fecomércio, Valdeci Cavalcante; Associação Comercial de Parnaíba; Emissoras de TV Delta e Costa Norte; dentre outras.

No ano passado o SESC da Beira-Rio nos ofertou um jantar de confraternização 

Conforme já falei em outras ocasiões, deixamos a presidência da Ascompar  quando ainda cuidávamos da saúde de minha esposa, falecida há 9 meses. Por conseguinte, não cabe mais à minha pessoa a realização da Semana da Imprensa, que nos últimos 2 anos foi por nós coordenada, com o apoio de alguns amigos, principalmente da amiga jornalista Camila Neto, que foi Rainha da Imprensa 2018 e secretária da Ascompar enquanto estávamos na Presidência.

A Rainha de 2018, Camila Neto, recebendo faixa e coroa das mãos da Rainha do ano anterior, jornalista Vanessa Bandeira

Nos dois anos que realizamos o evento fizemos o melhor que podíamos, a fim de manter viva a ideia do amigo/irmão Rubem Freitas e o desejo do também amigo, professor e jornalista Lauro Correia, ex-prefeito desta cidade, que deu a ideia da criação da Associação dos Comunicadores. Tentamos até despertar interesse dos colegas por assuntos relevantes e atuais, como Fake News e liberdade de expressão/redes sociais, com palestrantes como F. Carvalho, Dora Rodrigues (Parnaíba) e Teresa Val, de Teresina(TV Assembleia).

Confira alguns registros dos 2 anos que realizamos a Semana da Imprensa, com a Associação dos Comunicadores de Parnaíba sob nossa presidência.  Vale frisar que, dentre outras coisas, definimos um novo nome para a festa, que oficialmente a passou a se denominar Semana da Imprensa “Jornalista Rubem Freitas”. Também mudamos a forma de escolha da Rainha da Imprensa e ficou definido que, para concorrer a candidata deve está no exercício da profissão, não importando o meio de comunicação.

No ano passado, dentre outras atividades, vistamos, em sua residência, o jornalista e professor Lauro Correia. O prefeito Mão Santa esteve presente

Camila Neto, Rainha da Imprensa 2018/2019, com  a atual Rainha da Imprensa, radialista Gabriela Alves

No encerramento da semana da imprensa, no ano passado, o prefeito Mão Santa e esposa Adalgisa estiveram presentes.

A empresária Rita Holanda nos recepcionou com um jantar no Verdinho, oferecido pelo presidente da Fiepi, Zé Filho.

Radialista “das antigas” como Rogério Linhares e Raimundo Neto, também se integraram às atividades festivas.

Sobre o Dia Nacional da Imprensa

Até o ano de 1999, no dia 10 de setembro era comemorado o Dia Nacional da Imprensa, data que marcava o início da circulação do Jornal Gazeta do Rio de Janeiro, em 1808, se tornando o primeiro jornal editado e impresso a circular em terras brasileiras.

Após 13 de setembro de 1999, através da Lei nº 9.831, a data passou a ser comemorada no dia 1º de junho, dia em que entrou em circulação o Jornal Correio Braziliense, criado por Hipólito José da Costa e produzido fora do país. (POR:BERNARDO SILVA)

Deixe uma resposta