Dinheiro do Fundef para recuperar escolas no litoral: Obras começaram?

Há algumas semanas a imprensa piauiense divulgou que ” Governo do Piauí, por meio da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), iria iniciar e retomar 14 obras nos municípios de Parnaíba, Luís Correia, Cajueiro da Praia e Buriti dos Lopes. A ação é do programa Pro Piauí Educação, lançado pelo Estado para aplicar os recursos conquistados do Fundef”.

W. Dias assinando suas famosas “ordens de serviço” para obras que não se consolidam

Em Parnaíba, dizia uma nota publicada, deverão ser  “reformadas seis escolas. Em três delas haverá climatização, como a Unidade Escolar Jeanete Sousa, Unidade Escolar Dr. João Silva Filho e Cemti Plolivalente Lima Rebelo. Já a Unidade Escolar Francisco Correia e a Unidade Escolar José Euclides serão reformadas. A Unidade Escolar Edison Cunha terá a quadra concluída.

Em Luís Correia, duas escolas serão climatizadas: Ricardo Augusto Veloso e Pedro II; e duas serão ampliadas: Raimundo Miranda de Brito e Ceti Zulmira Xavier. Também passará por climatização o Colégio Manoel Ricardo, em Cajueiro da Praia. Já em Buriti dos Lopes, o Ceja Leonidas Melo e o Ceti Deputada Francisca Trindade serão reformados e ampliados.

Ao todo, serão investidos mais de R$ 6 milhões nos quatro municípios. Para o governador Wellington Dias. Os recursos são oriundos de precatórios do extinto Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e Valorização do Magistério (Fundef), no valor de R$ 1,6 bilhão,

Embora não haja nenhuma citação com relação à reconstrução do Grupo Escolar José Narciso e Escola Chagas Rodrigues, totalmente depredados, desejamos saber se as reformas já foram iniciadas. Aliás, as reformas das Escolas José Narciso e Chagas Rodrigues tiveram ordens de serviço assinadas pelo governador do Piauí, W. Dias, dia 13 de fevereiro deste ano, durante solenidade de inauguração da nova sede da Defensoria Pública do Estado do Piauí, localizada na Avenida São Sebastião, 3920.(Por: Bernardo Silva)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *