Irregularidade no transporte escolar em cidade do Piauí é alvo de investigação

O Ministério Público do Piauí, através da promotoria de justiça de Paulistana, instaurou procedimento preparatório de inquérito civil para apurar irregularidades relatadas e abordadas minuciosamente na contratação da empresa de transporte escolar na cidade.

O promotor Raimundo Nonato Ribeiro Martins Júnior levou em consideração uma notícia divulgada no portal Farol de Notícias que mostrou detalhes do contrato e fotos que mostram o transporte de crianças feito em veículos inadequados.

Em todos os editais vencidos pela empresa fora expresso que os veículos preferencialmente seriam, ônibus, micro-ônibus e vans, no entanto,  foi flagrado um veículo saindo da Escola Municipal Rosa Mistica, no bairro Arapiraca, Paulistana, transportando crianças em carros velhos, em cima de carroceria, totalmente em desacordo com o estipulado em contrato.

Uma série de diligências fora determinadas pelo promotor para apuração do caso.(180graus)

Deixe uma resposta