PF desconfia de ligação de integrantes do governo do Piauí com milícias digitais

Depois da Operação deflagrada pela Polícia Federal ontem (16) para investigar disparos de conteúdos pelo whatsapp com fins eleitorais, fortes indícios dão conta que o governo do estado patrocinou essa ilicitude. Buscas e apreensões, podem ligar auxiliar do governo a milícias digitais, com intuito de difamar candidatos e imagens de pessoas públicas.

A PF e a justiça Eleitoral quer saber agora se esse financiamento saiu dos cofres do estado. A informação que circula é que a Coordenadoria de Comunicação, comandada por Alisson Bacelar, estaria sendo monitorada.

O governo do estado em nota, negou tudo e estranhou a Operação. Mas o que se sabe é que, até prisões poderão acontecer no âmbito desta investigação eleitoral.(Laurivânia Fernandes)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *