Wall Ferraz(PI) é a cidade que menos renovou vereadores em 20 anos

O pacato município de Wall Ferraz, distante 330 km de Teresina, foi o que menos renovou a composição da Câmara Municipal nas últimas duas décadas no Brasil. Os dados são do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e foram divulgados pelo jornal Folha de S. Paulo na noite do sábado (17).

A cidade de Wall Ferraz, no semiárido piauiense (Foto: Reprodução/Instagram)

Em Wall Ferraz, mais de 50% dos atuais vereadores são os mesmos de 24 anos atrás. Dos nove parlamentares com assento na Câmara do município, cinco se elegeram pela primeira vez em 1996, na primeira legislatura após a emancipação do município, e estão no poder há 24 anos, exercendo o sexto mandato. Desde então eles vêm se reelegendo seguidamente.

Dos cinco parlamentares que estão no poder há mais de duas décadas em Wall Ferraz, quatro tentam a reeleição este ano. São eles os vereadores Chichico, Sebastião Pimenta, Pedro Reis e Zé Levi, todos do PSB, aliados do atual prefeito Danilo Martins (PSB). Apenas a vereadora Mariinha de Zé João (PTB), da oposição, não vai buscar o sétimo mandato nesta eleição.

ETERNOS VEREADORES

A reportagem publicada pela Folha de S. Paulo mostra exemplos dos vereadores mais longevos do país. Os campeões são Nirdo Artur Luz, o Pitanta (PSD), vereador de Palhoça (SC), e Orvino Coelho de Ávila (PSD), vereador de São José (SC). 

Eles ganharam a primeira eleição para vereador em 1976 e desde então se reelegeram seguidamente para o cargo. São 44 anos como vereador. Este ano, Pitanta tenta mais uma reeleição, a 12ª. Já Orvino é candidato a prefeito de São José.

Segundo o TSE, de 2000 para cá o país elegeu 178.085 vereadores, dos quais 2.129, ou 1,2% do total, venceram as últimas cinco eleições para as Câmaras Municipais. 

Nas capitais, 32 vereadores estão no mandato há pelo menos 20 anos. Um deles é o vereador de Teresina Edson Melo (PSDB). O tucano ganhou a primeira eleição para vereador em 1988, está no oitavo mandato seguido e tenta mais uma reeleição em 2020.(Gustavo Almeida)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *