Partidos já tomaram mais de R$3 bilhões do pagador de imposto este ano

Partidos já garantiram R$2 bilhões para financiar a eleição de 2018Valor é a soma do que é distribuído pelo fundões eleitoral (R$2 bilhões) e partidário (R$1 bilhão)

Após a decisão do Congresso de proibir a doação de empresas a campanhas eleitorais, é o pagador de impostos que financia quase toda a atividade dos partidos políticos no Brasil.

Em 2020, essa conta bateu novo recorde: R$3 bilhões, que representa soma dos valores distribuídos pelo fundão eleitoral (R$ 2 bilhões), que banca campanhas, e pelo fundão partidário (R$1 bilhão), que financia as “atividades” dos partidos. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

O fundo eleitoral vai dividir R$2,03 bilhões entre 23 partidos. O PT é o maior beneficiado (R$201 milhões), seguido pelo PSL (R$199 milhões).

O total de verbas do fundão partidário de R$1 bilhão é dividido entre 33 partidos. O PSL já levou R$81 milhões e o PT, R$68,5 milhões.

Indigne-se: multas eleitorais por propaganda antecipada ou ilegal são pagas à Justiça Eleitoral… que depois as redistribui aos próprios partidos.

Deixe uma resposta