Pelegada tenta criação de um novo penduricalho, o ‘auxílio-solidão’

Vale tenta ‘romper a barragem’ do Tesouro para comprar ferrovia na bacia das almasSindicato quis garantir o benefício para maquinistas ferroviários por meio da justiça do trabalho

Incansável na criação de truques que tornam mais caro o emprego no Brasil, um sindicato tentou emplacar na Justiça do Trabalho, em Minas e Espírito Santo, mais um penduricalho para se juntar no anedotário nacional ao “auxílio-babá”, o “auxílio-peru”: pretendia a criação de um “auxílio-solidão”. A ideia da pelegada era garantir o pagamento de adicional de 18% do salário para maquinistas ferroviários. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

O “auxílio-solidão” foi invenção de um sindicato que atua em empresas ferroviárias. A ideia era criar precedente a ser adotado em todo o País.

Se a moda pega, o “auxílio-solidão” tornaria mais caro empregar sentinelas, vigilantes, motoristas profissionais, porteiros etc.

A ação foi movida contra a Vale, empresa que deveria ser obrigada a indenizar decentemente suas vítimas, e não penduricalhos malandros.

Deixe uma resposta