PI: Sem ambulância no município, prefeito corta 50% do próprio salário para alugar veículo

O prefeito de Cristino Castro, Felipe Dias, decidiu cortar metade do seu salário para custear o aluguel de uma ambulância para o município, que atualmente não conta com nenhum veículo de unidade móvel para transporte de pacientes. O salário líquido do prefeito é de R$ 12 mil.

De acordo com o gestor, a medida é emergencial até que o município consiga adquirir uma ambulância própria. O prefeito está buscando apoio no sentido de captar recursos para compra do veículo.

“São muitas as dificuldades, mas fomos eleitos para buscar alternativas. A saúde de Cristino Castro está tão precária que sequer temos uma ambulância para o transporte de pacientes. A população não pode ficar desassistida de algo tão essencial, por isso tomamos essa medida”, explica.

Deixe uma resposta