Mão Santa critica fechamento do comércio e diz: “povo tem que trabalhar”

O prefeito de Parnaíba, Mão Santa (DEM), usou a rede social para criticar o fechamento do comércio e afirmou que o “povo tem que trabalhar”. No vídeo, o prefeito não cita o governador Wellington Dias (PT), mas se refere ao petista como “dono do Piauí”. 

Em menos de um mês, após fechar parceria com o Governo do Piauí, Mão Santa voltou a criticar as medidas mais restritivas de isolamento social para conter a disseminação do novo coronavírus, adotadas pelo governo do estado. Atualmente está vigente o decreto estadual Nº 19.550 que determina o fechamento de atividades não essenciais. Em vídeo divulgado nas redes sociais, o prefeito diz que o “povo tem que trabalhar”

“Hoje fiquei muito orgulhoso. Vi o povo trabalhando. E eu perguntaria: sua excelência, o dono do Piauí, vai pagar a luz? Vai pagar a conta de água? Vai pagar o aluguel? Vai pagar os funcionários? Então, esse povo tem que trabalhar. Esse povo está com dignidade buscando trabalho para sobreviver”, diz o prefeito. 

O boletim da Secretaria Estadual de Saúde (Sesapi) aponta que a cidade de Parnaíba, desde o início da pandemia, registra 226 mortes e 10.728 casos confirmados da Covid-19. Na terça-feira (30), o Hospital Estadual Dirceu Arcoverde (HEDA) estava com 100% dos leitos clínicos e dos leitos de UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) ocupados. 

No dia 09 de março de 2021, o governador Wellington Dias e o prefeito Mão Santa sentaram na mesa e assinaram o termo de cooperação técnica para a reabertura e estruturação do hospital de campanha Nossa Senhora de Fátima. Esse hospital vai ampliar a oferta de leitos para tratamento de pacientes com Covid-19. O governador agradeceu o apoio do prefeito.

Atualmente, a Prefeitura de Parnaíba segue o decreto estadual. Não publicou decreto municipal com outras medidas restritivas.  A Prefeitura também não antecipou a comemoração do aniversário da cidade, um pedido feito pelo Governo do Piauí para ampliar o “recesso sanitário” nos municípios nesta semana. 

No ano passado, a Justiça chegou a derrubar por duas vezes os decretos municipais assinados pelo prefeito Mão Santa que liberava o comércio na cidade, enquanto o decreto estadual, na época, proibia o funcionamento.

Ao Cidadeverde.com, o comandante do 2º Batalhão da Polícia Militar, coronel Antônio Pacífico, informou que as equipes estão fiscalizando o cumprimento do decreto estadual e dando suporte às equipes da Vigilância Sanitária Estadual e Municipal. Uma barreira sanitária será montada a partir desta quinta-feira (1º) na entrada de Parnaíba.

O decreto estadual, no artigo 5º, veda “o uso das praias, balneários, cachoeiras e parques, do dia 29 de março ao dia 4 de abril de 2021, período em que será fechado o acesso aos mesmos”. 

“Nós estaremos com uma barreira na entrada de Parnaíba, com as equipes da Vigilância Sanitária. Estamos fazendo as fiscalizações e as orientações em relação ao comércio”, disse o comandante. As equipes vão reforçar a fiscalização na região da Pedra do Sal, Lagoa do Portinho e Macapá.  (Carlienne Carpaso)

Deixe uma resposta