Cepisa/Equatorial e Agespisa: Qual das duas é a pior???

Nos últimos dias têm sido muitas as reclamações que nos chegam, de pessoas reclamando da má prestação de serviços das empresas Cepisa/Equatorial e Agespisa. “Ninguém sabe qual das duas é a pior”, comentam.

Na última semana, no conjunto Betânia I, foi cortado o fornecimento de água de uma senhora, cujo nome vamos manter sob sigilo, com todos os talões atualizados, o que é bem comum em se tratando de Agespisa. A senhora e esposo trabalham fora.  Mesmo sem encontrar ninguém em casa, para saber se realmente havia falta de pagamento, cortaram a água.

Também os sempre “diligentes” servidores da Agepisa compareceram à residência de um outro casal com ordem de corte no fornecimento do “precioso líquido”. Mas como havia gente para atender à porta, eles não efetuaram a operação, fato que só demonstra a incompetência de alguns servidores e a desorganização da empresa que vive fazendo “gambiarras” em equipamentos para poder  continuar prestando um serviço “meia boca” aos parnaibanos. Não têm sequer o acompanhamento devido do pagamento das contas.

POBRE EQUATORIAL

Nos tempos da CEPISA a empresa suportava o atraso até de 3 meses no pagamento das contas de luz. Depois que chegou a Equatorial, prometendo mundos e fundos, a desgraça dos cortes ficaram mais à miúde. Sim, porque já não se pode atrasar dois talões, sob pena de ter os serviços suspensos. Mesmo em plena pandemia. Eles lá querem saber quem está passando por problemas de desemprego? A Equatorial até parece uma empresa “zé fominha”, que está vendendo o almoço para comprar a janta.

Também na semana passada um senhor, que pediu para manter seu nome no anonimato, disse que recebeu a visita de um funcionário da Equatorial, cobrando o pagamento de uma conta de luz que havia vencido há apenas 10 dias. E fez a seguinte proposta: “Não é aviso de corte, mas se quiser pagar a conta agora, estamos aqui com a maquininha”. Quer dizer, agora estão cobrando a conta, de porta em porta, apenas com poucos dias de atraso… É muita miserabilidade.

E a prestação de serviços dessas empresas já apresentou melhora? Que cada um responda à sua maneira.

AUDIÊNCIA PÚBLICA

Com o retorno da realização de “audiências públicas” (sem público) que estão sendo realizadas pela Câmara Municipal de Parnaíba, que trabalha de forma virtual, seria bom que fosse programadas audiências com essas duas empresas, inclusive para cobrar do presidente da Equatorial, Raimundo Castro, as promessas que ele fez na mesma Câmara, quando de uma audiência pública realizada poucos meses após a aquisição da Cepisa pela Equatorial. 

Audiência pública nunca tiveram mesmo muita resolutividade mas serviria para tirar essa gente da zona de conforto em que vivem, mesmo sacrificando os usuários dos serviços dessas empresas.

Deixe uma resposta