“Ideal seria se mantivéssemos os valores anteriores”, diz Elmano sobre auxílio

O senador Elmano Férrer (Progressistas) em entrevista ao Viagora  falou sobre as ações na pandemia da Covid-19, obras de mobilidade e urbanização que tem intermediado para o estado, e auxílio emergencial, dentre outros assuntos.

Na avaliação do senador, houve um “descompasso” entre o Governo Federal e os governos Estaduais e Municipais, além de destacar que o Senado teve um papel importante na análise e aprovação de matérias sobre a pandemia.

“Essa pandemia veio de forma inesperada, ninguém imaginava uma pandemia desta dimensão. A Covid-19 veio surpreendendo a todos, agora, é bom que se ressalte que nós já tínhamos uma estrutura da saúde básica, com uma estrutura com uma capilaridade muito grande em todo o território. […] Ocorre que tivemos um descompasso entre os entes federados, a União, estados e municípios, com uma decisão na Suprema Corte do país que determinou que caberia aos estados, distrito federal e municípios as políticas de combate ao vírus. Começou a haver problema de natureza política, de níveis de competência. Em se tratando do meu caso que eu integro com mandato de senador em uma das Casas do Parlamento, o Senado, fez muito, realizou muito nessa situação emergencial com a produtividade altíssima”, afirma o senador

Já em relação a nova rodada de pagamentos do auxílio emergencial, pago pelo Governo Federal para trabalhadores informais, o parlamentar ressalta que o benefício é de grande importância, visto que com o pagamento das parcelas anteriores houve uma dinamização na economia e um movimento de quase R$ 5 bilhões no Piauí.

O senador afirma ainda que o ideal era que fosse mantido os mesmos valores das parcelas anteriores.(Viagora)

Deixe uma resposta