Internauta cobra posicionamento da ACP sobre decretos do Governo do Piauí

Associação Comercial e Industrial de Parnaíba se cala diante dos decretos do Governo do Estado
Com o título acima, o radialista Nunes Araújo publicou numa rede social questionamentos sobre o silêncio da diretoria da Associação Comercial e Industrial de Parnaíba, sobre os decretos do Governo do Piauí, cujas consequências em muito prejudicam os comerciantes. Eis o texto publicado:
“Fundada em 1917 e com mais de um centenário de atuação a Associação Comercial e Industrial de Parnaíba já não é mais como era antes. Em meio à pandemia a entidade que abriga os maiores comerciantes da região norte do Piauí está calada diante das ações que o Governo do Estado do Piauí pratica a cada decreto publicado ao fechamento do comércio.
A instituição que é comandada por um comerciante o empresário Carneiro Junior, nunca se manifestou contra o fechamento do comércio em Parnaíba e região e nem sequer apresentou junto ao governo alguma medida a fim de manter o comércio aberto e a preservação dos empregos. A entidade que sempre lutou pela classe empresarial em outros mandatos de presidentes agora se cala parecendo apoiar as medidas de cerceamento aos empresários de terem seus comércios abertos.
Ao visitar o porto das barcas onde fica a sede da ACPAR apenas é possível ver o SCPC funcionando e emitindo consultas de negativação do CPF mediante pagamento. O local nunca mais foi o mesmo parecendo até estar abandonado, uma pena uma instituição que tanto serviu à cidade de Parnaíba está hoje afundada e perdida sem rumos”.

Deixe uma resposta