OAB pede celeridade na investigação do assassinato do advogado Janes Castro

Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Seccional Piauí, solicitou à Secretaria de Segurança Pública do Piauí celeridade na investigação do assassinato do advogado e empresário Janes Cavalcante Castro, dono da imobiliária J. Castro, morto a tiros em setembro do ano passado na cidade de Parnaíba.

O presidente da OABB Piauí, Celso Barros Neto, protocolou ofício e entregou nesta segunda-feira (29) ao delegado geral da Polícia Civil do Piauí, Luccy Keiko. “Não podemos permitir que um crime como esse fique impune, estamos acompanhando e continuaremos cobrando para que os devidos culpados sejam identificados e que sejam punidos conforme a lei”, explicou Celso Barros.

Celso Barros

Celso Barros

O delegado geral Luccy Keiko afirmou que vai reforçar a estrutura da Polícia Civil em Parnaíba para garantir a elucidação do crime, que ocorreu há pouco mais de seis meses.

O presidente da Comissão de Defesa das Prerrogativas dos Advogados, Marcus Vinícius Nogueira, disse que a OAB pediu que a Delegacia Geral, ou desloque equipes para Parnaíba, ou transfira o caso para uma delegacia especializada em Teresina.

“Solicitamos que a Delegacia Geral encaminhe uma equipe de polícia da capital ou desloque a investigação para uma das delegacias especializadas de Teresina, pois possuem maior e melhor estrutura para elucidação rápida e efetiva do caso”, esclareceu.

Entenda o caso

O advogado e empresário Janes Cavalcante de Castro, dono da Imobiliária J. Castro, foi perseguido e assassinado a tiros dentro de um carro no dia 18 de setembro de 2020, em Parnaíba. O crime ocorreu no bairro Frei Higino, na cidade de Parnaíba.

De acordo com a Polícia Militar, ao ser atingido pelos disparos ainda dentro do veículo que conduzia, o advogado perdeu controle da direção e colidiu em uma residência. Câmeras de segurança flagraram a fuga dos suspeitos do crime.(Thaís Guimarães)

 

Deixe uma resposta