Piauí pode passar por racionamento de oxigênio, diz Florentino Neto

Em entrevista ao GP1 nesta sexta-feira (19) o secretário de Estado de Saúde, Florentino Neto, informou que o Piauí pode passar por um racionamento de oxigênio para evitar desabastecimento nos hospitais que estão enfrentando a pandemia da covid-19.

Florentino Neto

Florentino Neto

De acordo com Florentino, a Sesapi está sempre conversando com a fornecedora de oxigênio e destacou que até o momento não existe indicativo de desabastecimento, porém, a situação conduz a Secretaria de Saúde a fazer o racionamento.

“Estamos dialogando todos os dias com a nossa fornecedora de oxigênio e podemos dizer que tudo isso está muito difícil porque todo o Brasil está demandando pela mesma coisa. A nossa fornecedora e nós estamos executando os nossos planos de contingências. Não temos nenhum indicativo de desabastecimento de oxigênio, mas temos que ser claros com a população, pois a fornecedora já alertou para que tenhamos um uso mais racional na nossa estrutura hospitalar para evitar o desabastecimento, fato que motivou a instalação de novos tanques e substituição de outros”, declarou Florentino Neto.

O secretário também informou que está sendo realizado um plano de contingência para garantir que o abastecimento de hospitais no Piauí.

“Além disto estamos apoiando, por meio de nosso plano de contingência, com disponibilização de cilindros requisitados administrativamente e com apoio no transporte de cilindros de oxigênio. Toda ação é para garantir abastecimento em todos os hospitais”, finalizou o secretário.(Davi Fernandes)

Deixe uma resposta