Freitas Neto defende reestruturação do PSDB

Depois da derrota em Teresina depois de 7 vitórias consecutivas, a morte inesperada de Firmino Filho no início do mês desnorteou o PSDB. Em entrevista concedida ao Política Dinâmica, o ex-governador Freitas Neto comentou que é hora de seu partido se reestruturar. Reunir as lideranças espalhadas é o primeiro passo para isso, trazendo de volta o ex-prefeito Silvio Mendes e a deputada Lucy Sores, que hoje estão filiados ao Progressistas. E garante que Luciano Nunes terá seu apoio para comandar esse novo movimento.

Reconstrução: Freitas Neto acredita que diretório estadual do PSDB deve trabalhar para reunir tucanos (foto: Jailson Soares | PoliticaDinamica)

Freitas reconhece que os tucanos ficaram enfraquecidos nos últimos anos. A filiação de lideranças tucanas no PP servia a uma estratégia particular de Firmino e custou muita musculatura ao PSDB. Com a morte dele e num cenário em que as coligações proporcionais já não existem mais, é preciso pensar nas próximas eleições.

Silvio e Lucy: será possível reagrupar as lideranças que orbitavam no entorno de Firmino? (fotos: Jailson Soares | PoliticaDinamica)Silvio e Lucy: será possível reagrupar as lideranças que orbitavam no entorno de Firmino? (fotos: Jailson Soares | PoliticaDinamica)

O ex-governador comentou que o presidente estadual do PSDB, Luciano Nunes, esteve recentemente em sua casa. Foi uma conversa de sondagem de planos futuros. Freitas citou que o próprio Luciano pode ser um nome para suceder Firmino, mas que antes é preciso fazer o convite para que Silvio Mendes retorne aos quadros da sigla. “O Silvio está em outro partido, mas ele é do PSDB. Vai haver um trabalho para que ele volte, isso com toda a certeza. Luciano já deve ter feito até mesmo o convite. Mas por conta do momento triste e o luto da morte de Firmino o convite poderá ficar para depois”, comentou.

Luciano: segundo Freitas Neto, para proteger legado de Firmino é preciso reestruturar PSDB para próximas eleições (foto: Marcos Melo | PoliticaDInamica)Luciano: segundo Freitas Neto, para proteger legado de Firmino é preciso reestruturar PSDB para próximas eleições (foto: Marcos Melo | PoliticaDInamica)

Seguindo o mesmo raciocínio, Freitas Neto também lembrou do nome da deputada estadual Lucy Soares, viúva de Firmino. “Apesar de ser de outro partido, a deputada Lucy que ganhou muita força nos últimos tempos também poderá receber convite e filiar-se ao PSDB”, ponderou.

Silvio e Lucy não são os únicos tucanos históricos espalhados hoje em outras siglas. 

Apesar do luto, o tempo na política joga contra a perda inesperada do maior líder que o PSDB já teve. (Por:Marcos Melo)

Deixe uma resposta