Governador diz que o inimigo é o vírus e pede harmonia entre as instituições

O governador Wellington Dias (PT) afirma que as instituições no Brasil precisam trabalhar em harmonia e lembra que o inimigo de todos, no momento, deve ser o coronavírus. Segundo ele, a pandemia só poderá ser superada quando todas as instituições tiverem o mesmo objetivo.

Wellington Dias afirma que o momento é delicado e lembra que, no momento, o Brasil vive quatro grandes crises. O líder do Executivo piauiense defende a defesa da democracia e uma reflexão conjunta sobre os rumos do país. 

“Devemos fazer uma reflexão da defesa da democracia. Devemos ter serenidade para a convivência das instituições. Precisamos saber conviver enfrentando o inimigo comum que é o vírus. Precisamos saber enfrentar. Temos uma crise política, econômica, social e de saúde. Precisamos centrar na pandemia para superá-la. Temos que buscar por vacina para superar os problemas em todas as áreas”, disse.

No momento de incerteza que vive o país, o governador afirma que a pactuação feita em nome da Constituição de 1988 deve ser defendida e preservada.

“Primeiro temos que ter cuidado de cuidar pela democracia. Sou da geração que viveu a ditadura. A falta completa de liberdade. A ditadura é governo de um só. Chamo atenção para valorizar a conquista do Brasil. O Brasil fez uma pactuação que é a Constituição de 1988. Envolveu todos os segmentos, pensamentos do Brasil, liderados por grande nomes nacionais. Todos se reuniram e construíram um pacto. Isso para ter essa carta como manual a vida e ao desenvolvimento”, destacou. (Lídia Brito)

Deixe uma resposta