Paraíso da prostituição: Robert Rios agora assina salário de Beth Cuscuz

O mundo dá muitas voltas. Ninguém podia imaginar que na condição de secretário municipal de Finanças, o vice-prefeito e delegado aposentado Robert Rios seria responsável por autorizar pagamentos para um cargo gracioso exercido pela famosa Beth Cuscuz na prefeitura de Teresina.

Beth Cuscuz, Dr. Pessoa e Robert Rios: a chefe do turismo sexual desembarca na prefeitura de Teresina

Mas é verdade. Elizabeth Lourdes Ferreira de Oliveira atua como Assistente de Apoio à Divisão de Feiras e Mercados da prefeitura municipal de Teresina, de acordo com a portaria n° 088/2021, do prefeito José Pessoa Leal, o Dr. Pessoa. O salário é de R$ 2.058,93. Ela está lotada na SDU Leste. A portaria foi assinada em 28 de janeiro do ano em curso com efeito retroativo ao dia 1° de janeiro

Ou seja, Beth Cuscuz, também chamada de Beth Flocos de Milho, já faz jus aos vencimentos do cargo desde o primeiro dia da administração, que, de outro lado, não teve tempo de se ocupar dos problemas da cidade, a exemplo do sistema de transportes coletivos.

Paraíso da prostituição

Alguns anos atrás, na condição de secretário de Segurança do governo Wilson Martins (2010/2014), Rios comandou uma operação de combate à prostituição e a exploração de mulheres, dos quais Beth Cuscuz era a maior responsável aqui no estado. O então secretário chegou a dizer que Dona Beth chefiava “um verdadeiro paraíso da prostituição.” O assunto ganhou ampla repercussão na mídia local e regional, ao ponto do advogado Nazareno Weimar Thé, que defendia a então empresária, reclamar que o objetivo da operação tinha sido apenas midiatizar a situação e com isso gerar dividendos políticos ao secretário.

De forma irreverente, Robert Rios respondeu Nazareno Thé da seguinte maneira: “Dona Beth deu muito dinheiro para ele defender. O papel dele é defender. Ela vai ser solta logo porque ele é um bom advogado. É preciso dizer para todo Piauí que grande parte dos assaltos vão terminar nos prostíbulos. Bandidos quando acabam de fazer os assaltos vão comemorar nos cabarés. Se a polícia quisesse fazer espetáculo midiático teria feito a operação no dia da Mulher Melancia. Nós tivemos a decência e o cuidado de fazer uma operação séria.” (Por:Toni Rodrigues)

Deixe uma resposta