Regina sobre chapa de 22: “Acho precipitado dizer quais os nomes”

Regina sobre chapa de 22: "Acho precipitado dizer quais os nomes" - Imagem 1

Por Sávia Barreto

A vice-governadora Regina Sousa (PT) comentou em entrevista ao programa “Ou Seja” (Rádio Jornal MN, 90.3FM e TV Jornal canal 20.1, transmitido diariamente de 18h às 19h) a respeito das articulações nacionais com a volta do ex-presidente Lula para o cenário eleitoral, o impacto no Piauí e as definições de espaço na chapa majoritária no estado. Ela critica a postura do senador Ciro Nogueira (Progressistas), aposta na permanência do MDB ao lado de Wellington Dias e diz que é precipitado dizer agora quais nomes estarão nas chapas majoritárias em 2022 no Piauí:

CANDIDATURAS PARA GOVERNADOR EM 2022: “ACHO PRECIPITADO DIZER QUAIS SÃO OS NOMES”

“Eleição é no ano que vem, daqui a um ano é que as coisas começam a se desenhar. Por enquanto são especulações, construções, tentativas. A gente não pode dizer que está definido nada. Tem pessoas que estão aí se projetando, jogando seus nomes, mas outros vão aparecer com certeza. Acho precipitado a gente dizer quais são os nomes”

SOBRE O SENADOR CIRO NOGUEIRA: “PODE SER ADVERSÁRIO SEM OFENDER UMA PESSOA QUE ELE JÁ ELOGIOU TANTO”

“Ele (Ciro Nogueira) está indo pelo método errado, porque as pessoas estão vendo o que o Wellington faz, as pessoas acompanham o governo e tem algumas coisas que não são verdade, como aquela história que ele colocou que R$ 18 bilhões para a Saúde e pegou mal para ele. R$ 18 bilhões coisa nenhuma, aquilo foi uma arrecadação dos impostos do Estado que paga Saúde, Educação, Segurança e joga como se fosse só para a Saúde para as pessoas acharem que houve desvio. Ou seja, ele insinuou alguma coisa, precisa ter coragem de provar que as coisas estão acontecendo. Infelizmente ele quis esse caminho, porque ele pode ser adversário sem precisar ficar ofendendo uma pessoa que ele elogiou tanto. Se pegar vídeos dele dizendo que o Wellington foi o melhor governador que esse estado já teve, você vai encontrar muitos. Se ele vai ser pretenso candidato a governador não precisa usar dessas estratégias”.

SOBRE WELLINGTON DIAS DISPUTAR VAGA PARA DEPUTADO FEDERAL E NÃO SENADOR EM 2022: “É UM CARA DE PARTIDO”

“São especulações, opiniões, mas não teve essa discussão no partido e nem com o Lula. O Lula criou um grupo de trabalho e está construindo as propostas para o país. Dentro da estratégia, deputado federal é mais importante que senador, isso a gente sempre pensou. É na Câmara que tudo começa, que tudo acontece, as reformas de Constituição, na aprovação das políticas de governo, a Câmara tem mais peso. A gente sempre sempre esteve com a primeira ou segunda bancada porque jogamos muito peso na questão de deputado federal, isso não significa que vai tirar o Wellington da candidatura de senador. Se for preciso, eu tenho certeza que ele vai. É um cara de partido (Wellington Dias)”.

Deixe uma resposta