Saúde mantém obras e melhorias nos hospitais da rede

Apesar dos esforços extras para o combate à pandemia, quatro grandes obras estão em andamento no Estado
O Governo do Piauí, através da Secretaria de Estado da Saúde(Sesapi) está com quatro obras em andamento nas unidades de saúde do Piauí, mesmo com todo o cenário de combate e enfrentamento ao novo coronavírus. São elas a obra de construção da Nova Maternidade; Novo Hospital de Picos; reforma do Hospital Infantil Lucídio Portela e do Instituto de Doenças Tropicais Natan Portela, em Teresina.
A Nova Maternidade de Teresina entra no primeiro quadrimestre de 2021 com 55% da obra concluída. Localizada na zona leste da capital, a nova unidade de saúde vai ter 286 leitos, 115 desses destinados à terapia intensiva, com 20 unidades somente em UTI adulta e 30 leitos de UTI neonatal. Além desses, a nova maternidade vai ter 45 leitos de cuidados intermediários e 20 leitos intermediários Canguru, que é um espaço para acolhimento de mãe e bebê, que permite que a mãe fique mais próxima do filho.
A obra vai desafogar as atuais maternidades do Piauí, com estrutura especializada para grávidas de médio e alto risco, além de receber o maior investimento em um equipamento de saúde pública dos últimos anos no estado.
O novo Hospital de Picos contará com uma estrutura moderna de 152 leitos de internação, dez leitos de UTI pediátrica, dez leitos de UTI adulto, cinco salas de cirurgia de alta complexidade, central de processamento de resíduos, quatro salas de parto normal, auditório com 150 lugares, refeitório e biblioteca. A unidade, conhecida como Centro de Referência Médica, terá leitos para tratamento da Covid-19 e funcionará como hospital-escola. 
Já o Instituto de Doenças Tropicais Natan Portela (IDTNP) será a primeira Unidade Respiratória de Tratamento Intensivo do Estado do Piauí. Já foram reformadas duas UTIs, setor de pressão negativa e foi feito um prédio anexo para abrigar todos os setores administrativos do hospital, que saíram do prédio principal. As enfermarias antigas vão passar também por reforma. Ao final da reforma, serão 30 leitos de UTI e 72 leitos de enfermaria, totalizando 102 leitos em todo o hospital, obedecendo às normas técnicas dos serviços de saúde. 
O HILP(Hospital Infantil Lucídio Portela), também vai ganhar uma nova estrutura. Com as melhorias, a unidade passará a contar com 20 novos leitos clínicos, 18 consultórios, seis leitos de cuidados intermediários e 20 novos leitos de terapia intensiva. O secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto, destacou que as obras fazem parte de um conjunto de ações que estão sendo realizadas mesmo em época de pandemia. “Nós não paramos com os investimentos na reformulação, reestruturação, modernização das nossas unidades” afirma o gestor.

Deixe uma resposta