Trem da alegria: Nome de falecida também consta da Folha de Pagamento da Assembleia

A dona Camélia de Alencar Nunes, mãe do Secretário de Governo de Teresina, Adolfo Nunes, faleceu em setembro de 2020. Seu nome consta, no entanto, na folha de pagamento da Assembleia Legislativa de janeiro de 2021.
O que explica essa continuação no recebimento de salários meses depois de sua morte?
O salário de dona Camélia é de R$ 20.257,29 e com benefícios chega a quase R$ 24 mil.
No WhatsApp há duas folhas de pagamento circulando: uma de junho de 2020 e outra de janeiro de 2021 (esta última é a única disponível no site da própria ALEPI e é mais confiável). O CPF da mãe de Adolfo consta nas duas listas.
Além disso, mesmo no ano de 2020, seu CPF consta como recebendo os salários de outubro, novembro e dezembro – após o seu falecimento.
Esse é um caso gravíssimo e que exige explicações imediatas da Assembleia Legislativa e investigação dos órgãos competentes. (Opiauiense)

Deixe uma resposta