Consórcio promete investir R$ 800 milhões na construção e manutenção da rodovia Transcerrados

O Consórcio Grãos do Piauí venceu o leilão de concessão da Rodovia Transcerrados, realizado nesta 6ª feira (28.mai.2021), na B3. O consórcio é liderado pela Simpar e fez uma oferta de R$ 2,309 milhões para administrar a rodovia do Piauí por meio de uma PPP (Parceria Público-Privada). Sem concorrência, o Consórcio levou a concessão com um deságio de 1,5%. O contrato prevê investimentos de R$ 808 milhões ao longo de 30 anos e deve impactar 200 mil pessoas.

A PPP prevê a conservação, recuperação, construção, manutenção, implementação de melhorias e operação rodoviária nos trechos concessionados, que totalizam 276,8 quilômetros. As obras devem começar em 3 ou 4 meses e consideram um investimento inicial de R$ 200 milhões, sendo que a maior parte desse valor será aplicado em 2022, segundo a superintendente de Parcerias e Concessões do Piauí, Viviane Moura.

A Rodovia Transcerrados compreende as rodovias PI-397 e PI-262 (estrada da Palestina) e fica na rota de escoamento de Matopiba – região de desenvolvimento formada pelos estados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia que responde por grande parte da produção brasileira de soja.

Superintendente de Processos Licitatórios da B3, Guilherme Peixoto afirmou que os trechos concessionados “possuem grande relevância estratégica e logística para desenvolvimento do agronegócio, em especial para o escoamento de produtos como algodão e grãos”.

Governador do Piauí, Wellington Dias (PT) acompanhou o leilão presencialmente na B3 e disse que a região de Matopiba é uma das que mais cresce no Brasil. Ele falou ainda que o governo estadual também pretende investir cerca de R$ 1 bilhão em recuperação e construção de rodovias.

Este foi o primeiro leilão realizado pelo estado do Piauí com assessoria da B3, mas o governo estadual pretende fazer novas parcerias com a iniciativa privada. Nesta semana, por exemplo, Dias apresentou estudos de viabilidade do projeto de PPP do aeroporto de Parnaíba. (Com informações do Poder360)

Deixe uma resposta