Eleições 2022: Os candidatos “de fora” e os vereadores “daqui”

Por: Bernardo Silva

Nos últimos finais de semana já se pode perceber em Parnaíba a movimentação política de pré-candidatos às eleições do ano que vem. São pretensos candidatos, principalmente, à Câmara Federal e à Assembleia Legislativa do Estado. São os que chamamos “candidatos de fora”, que sempre se elegem com os votos dos parnaibanos mas nem sempre dão o retorno, como deveriam, através de ações práticas e de interesse pelas coisas e causas de Parnaíba.

Reúnem-se com vereadores e suplentes para conversas ao pé do ouvido, iniciando tratativas para acerto$ de apoios que, em tradução simultânea, significa votos. E como estão os parnaibanos que também alimentam o desejo de candidatura? Também estão se movimentando?

O deputado estadual Dr. Hélio, que embora seja natural de Canto do Buriti tem domicílio e negócios em Parnaíba e sua maior votação é na região, já se movimenta bastante, conforme se constata em suas publicações nas redes sociais. Mas só ele seria candidato a deputado estadual no ano que vem? Não! Embora ainda definindo mudança de partido, fala-se em Deusimar Tererê- o eterno candidato –  e Marcos Samarone, ex- vice prefeito, que começa seguir os passos do ex-deputado tucano (Tererê).

Tem ainda o pré-candidato Zé Filho, presidente da Federação das Indústrias do Piauí, que em 2018 era tido como candidato eleito, mas que terminou ficando apenas na 1ª suplência, pelo PSDB. Na semana passada, quem acompanha as redes sociais do ex-deputado pode constatar a divulgação de seu nome, com sinais de que, novamente, vai se candidatar. Mas a demora dele em sair em campo em busca de apoios poderá lhe custar caro, vez que outros pré-candidatos já estariam lhe “tomando” lideranças que sempre lhe apoiaram, inclusive na região norte. 

Florentino e Dr. Hélio fariam “dobradinha” em vários municípios

Quanto à Câmara Federal, o nome que já se manifestou até agora e disse com todas as letras que é pré –candidato a deputado foi Florentino Neto, secretário de Saúde, que anuncia dobradinha em vários municípios com o deputado Dr. Hélio. Toda a  imprensa piauiense tem divulgado também essa pré-candidatura, embora Florentino ainda tenha alguma dificuldade de trabalhá-la melhor, dada a imensa responsabilidade que lhe pesa aos ombros, como secretário de estado da saúde,  neste momento de pandemia. 

Se candidata, Gracinha faria dobradinha com o primo, Zé Filho?

Mas também falam na Gracinha Moraes Sousa, secretária municipal de Infraestrutura. Ela foi lançada por simpatizantes da administração de seu pai, prefeito Mão Santa. Mas nunca abriu a boca publicamente, para dizer com todas as letras, que vai se candidatar, embora seja constantemente assediada por lideranças políticas, principalmente ligadas ao senador Ciro Nogueira. Direito de ser candidata ela tem. Apoio político, idem. Mas tem vontade? Votos se corre atrás!!!

Pra finalizar: E os vereadores parnaibanos, que nas últimas eleições viraram as costas para os candidatos daqui e apoiam candidatos de fora, supostamente em troca de boas somas de dinheiro que lhes garante a reeleição nos anos seguintes? Eles vão repetir a “dose” ou vão ajudar Parnaíba a ter uma melhor representação, tanto no parlamento estadual quanto no federal? Eles já ganham muito bem. Já é hora de pensarem mais em Parnaíba e menos no bolso.

Deixe uma resposta