Insatisfeito, Bolsonaro deve tirar Ciro do comando de governistas na CPI

Tendo que se dividir entre o palácio do planalto em Brasília e os interesses em comandar o palácio de Karnak em Teresina, Ciro Nogueira perde espaço com o governo federal, após sua atuação mediana na CPI da Covid-19.

Ciro tinha a missão de tentar defender os interesses do governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na CPI da Covid. Por conta da insatisfação de Bolsonaro com o desempenho dos senadores governistas na CPI, o Palácio do Planalto fez uma reunião nesta quarta-feira (05), para decidir sobre algumas mudanças. 

Segundo apurou a CBN, Bolsonaro desaprovou os trabalhos dos senadores durante o depoimento do ex-ministro Luíz Henrique Mandetta, nesta terça (04).

Em busca de mudanças, Fernando Bezerra (MDB), líder do governo no Senado, vai assumir um cargo na suplência da CPI para comandar a atuação dos governistas, no lugar de Ciro Nogueira (PP).

“Há uma avaliação na cúpula do planalto que o Senador Ciro Nogueira, presidente do (PP) deixou a desejar no comando da “tropa de choque” do governo, o entendimento é que Ciro é muito bom nos bastidores, nas construções de acordos, mas não lida bem com os embates públicos, nas sessões da CPI, apurou o jornalista da CBN.(Piauihoje)

Deixe uma resposta