‘Não se enfrenta bandidos com pétalas de rosa’, disse presidente

Começo de Bolsonaro é muito parecido com o início do governo Lula, em 2003Declaração, em 2007, foi de Lula, após 19 bandidos morrerem em conflito coma polícia carioca

Diante de operação policial no Rio de Janeiro como elevada “letalidade”, o presidente se saiu com esta: “não se enfrenta bandidos com pétalas de rosas”.

A declaração não foi de Jair Bolsonaro, do contrário já haveria manifestações indignadas de ministros do STF e de políticos e jornalistas de oposição.

A declaração, naquele ano de 2007, foi do então presidente Lula, após a confirmação de 19 bandidos mortos pela polícia carioca. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Ao contrário de agora, ficaram calados em 2007 os aspones de Direitos Humanos que usam a ONU para atacar a polícia do Rio.

Na ocasião, ONGs oportunistas e políticos idem, que hoje chamam os policiais de “monstruosos”, não ousaram criticar a declaração de Lula.

O ex-deputado fujão Jean Willys, que em 2007 ficou calado, reapareceu dando chiliques sobre o conflito entre bandidos e polícia em Jacarezinho.

Deixe uma resposta