Wilson reage a críticas de Ciro: “estranho se beneficiar de um palanque e se afastar”

O presidente estadual do PSB, ex-governador Wilson Martins, reagiu às críticas do senador Ciro Nogueira com relação a reaproximação entre o PSB e o governo de Wellington Dias (PT). Para Wilson Martins, os progressistas  se “beneficiaram” do governo petista e depois se afastaram.

Wilson justifica que o alinhamento no estado entre PT e PSB tem origem nacional. Segundo ele, o que seria estranho seria a  aliança passada entre Ciro e Wellington, já que progressistas e petistas  não teriam históricos de alianças. 

“O Ciro esteve com o Wellington até recentemente. Em um palanque que ele enaltecia  o PT, o governador, o Lula, e mal passou a eleição se afastaram. Acho mais estranho se beneficiar de um palanque e se afastar do que se reaproximar depois com um entendimento. Não tem nenhuma estranheza no fato de políticos se entenderem de uma forma totalmente  transparente. Um alinhamento de pensamento e ideologia. No Brasil inteiro uma composição do PP com o PT só no Piauí. Já o PSB com o PT ocorre naturalmente e historicamente”, disse.

Nas redes sociais, Ciro chegou a afirmar que o governador usava a Secretaria de Defesa Civil, ocupada pelo PSB, como moeda de troca. 

Para Wilson Martins, as críticas se devem ao fato do Progressistas ter buscado uma parceria com o PSB, o que não ocorreu. 

“Às vezes provocamos um descontentamento, sentimento de perda e inveja por conta de uma decisão tomada. Isso é compreensível. É um sentimento em pessoas que não conseguem uma conquista e não conseguem. É público que o senador queria que o PSB estivesse com ele”, disse. (Lídia Brito)

Deixe uma resposta