Zé Filho revela convites e diz que definirá destino partidário em 2022

Existe uma corrida à sede da Federação das Indústrias do Estado do Piauí (FIEPI) de vários líderes partidários em busca de diálogo com o ex-governador Zé Filho (PSDB), considerado um dos maiores expoentes da política piauiense. O GP1 conversou nesta quinta-feira (20), com exclusividade, com o ex-governador que nos revelou detalhes sobre os planos para o ano que vem.

Presidente da FIEPI, Zé Filho

Presidente da FIEPI, Zé Filho

Ele elencou os partidos que já o procuraram para dialogar com vistas, a um possível alinhamento para as eleições de 2022. A priori, ele tem como primeira intenção, voltar a disputar uma vaga para Assembleia Legislativa. Partidos como DEM, Progressistas, PSD e PSB, que é da base do governador Wellington Dias (PT-PI), já cortejam o ex-governador.

“A gente tem que analisar bem cada partido, quem serão os candidatos em cada partido para ver em que situação você se encaixa melhor. Tem vários partidos convidando a gente para filiação. O ex-deputado Luciano Nunes esteve comigo, o senador Ciro me chamou para o Progressistas, o Ronney do DEM, um dos maiores aliados da gente é o prefeito de Parnaíba, Mão Santa. Também conversamos com o deputado Júlio César que já oficializou convite para o PSD. Além do PSB do Wilson Martins. Nesse momento vamos analisar tudo isso e só no ano que vem vamos definir”, explicou.

Ninho tucano

O dirigente do PSDB no Piauí, ex-deputado Luciano Nunes está agindo para tentar manter Zé Filho no partido, por entender a importância do ex-governador para qualquer composição política, seja majoritária ou proporcional.

“Estou filiado ao PSDB e tive com nosso presidente, o ex-deputado Luciano Nunes. Mas é uma coisa que ainda vai ser analisada [permanência no partido]. Temos tempo ainda até o ano que vem para decidirmos isso. Vamos decidir o que for melhor para que possamos ser eleitos para deputado estadual”, destacou o presidente da FIEPI.(Germana Chaves/Gp1)

Deixe uma resposta