Alunos de medicina cobram contratação de professores; Uespi promete edital

Estudantes do curso de medicina da Universidade Estadual do Piauí reclamam da falta de professores e preceptores e temem que a formação deles seja prejudicada devido a essa deficiência. Na noite de segunda-feira (14), eles cobraram a contratação destes profissionais nas redes sociais do secretário estadual de Saúde, Florentino Neto.

Os alunos alegam que são quase 20 disciplinas sem professores e dizem que faltam ainda preceptores. Eles cobram concurso público para suprir essa demanda. “Queremos estudar, precisamos de professores e preceptores”, diz um dos comentários em uma publicação do Instagram do secretário.

Estudantes de Medicina da Uespi cobram contratação de professores (Foto: Divulgação)

Estudantes de Medicina da Uespi cobram contratação de professores

“Como vou me formar sem ter pago anestesiologia??? Absurdo!!! Cadê o edital??? Queremos estudar, vão enrolar até quando???”, questiona outra aluna do curso. “Estou no quarto período e já tive três matérias sem professor. No próximo período dobra para seis. Da para formar assim?”, reclama uma terceira aluna.

Em nota, a Secretaria Estadual de Saúde (Sesapi) informa que já firmou parceria com a Uespi para a contratação dos profissionais para o curso de medicina da Instituição. “A Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) informa que aprovou o projeto de parceria com a Universidade Estadual do Piauí (UESPI) para contratação de preceptores para o curso de medicina, porém aguarda a realização do teste seletivo, que é de responsabilidade da universidade, para a assinatura do convênio”, disse a nota.

Segundo a Assessoria de Comunicação da Uespi, o edital para a contratação de cerca de 150 professores para os cursos da Universidade, incluindo medicina, já foi elaborado e está sendo analisado pela Procuradoria Geral do Estado (PGE), uma das etapas legais da preparação do documento. Segundo a insituição, o edital deve ser lançado em breve.

Quanto aos preceptores, a Uespi informou que foi assinado um Termo de Cooperação entre a Universidade, a Sesapi e a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí – Fapepi. Agora, o Termo está com a Fapepi, que analisa o documento e, se  não houver necessidade de alterações, será lançado ainda este mês edital para a contratação de 50 preceptores para o curso de medicina da Instituição.(MN)

Deixe uma resposta