Audiências públicas viram factoides e nem quem as defendem aparece

Audiências públicas viram factoides e nem quem as defendem aparecePerpétua Almeida (PCdoB-AC) avisou quarta (2) que não vai aparecer na segunda (7) para a audiência sobre produção de vacinas no Brasil

A maioria dos pedidos de audiências públicas, no Congresso, não passa de teatro de parlamentares com suas bases militantes. É que a maioria dos seus autores nem sequer aparece quando as audiências acontecem. A deputada Perpétua Almeida (PCdoB-AC), por exemplo, avisou nesta quarta (2) que não vai aparecer na próxima segunda (7) para a audiência pública sobre produção de vacinas no Brasil, pela qual esperneou. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Os autores dos pedidos não dão as caras, mas as comissões que as aprovam precisam se virar para realizar o factóide.

A audiência pública proposta pela deputada acreana envolve duas comissões da Câmara: Relações Exteriores e Ciência e Tecnologia.

No caso da Comissão de Relações Exteriores, o presidente Aécio Neves, cansado da jogada, decidiu não mais pautar pedidos do gênero.

 

Deixe uma resposta