Chile vai de exemplo a preocupação mundial com alta de casos e mortes

Chile vai de exemplo a preocupação mundial com alta de casos e mortesCom quase metade da população imunizada, sendo 90% com Coronavac, casos subiram 30,6% e mortes 17,2% nos últimos 30 dias

O Chile espantou o mundo com uma vacinação proporcional acelerada, nos moldes de Israel, e se tornou exemplo mundial ao superar Estados Unidos e Reino Unido no percentual da população imunizada.

Mas aconteceu um fenômeno preocupante no país de Sebastián Piñera: enquanto outros países comemoraram redução acentuada de novos casos e principalmente nas mortes por covid, o Chile registrou disparada de 30,6% nos novos casos e 17,2% nas mortes, nos últimos 30 dias. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Chilenos começaram a ser vacinados no fim de dezembro de 2020, quando o país tinha média diária de cerca de 2 mil casos e 40 mortes. Com o avanço da vacinação, o efeito foi o oposto do observado no Reino Unido, EUA e Israel.

Cinco meses depois, a média diária de casos disparou para mais de 7.200, aumento de 260%. com relação ao que mais importa, os óbitos, a média diária fechou a semana passada em 113, aumento de 182,5%

Até meados de abril, o Chile havia aplicado basicamente apenas Coronavac, 90% do total, segundo a imprensa local, e a norte-americana Pfizer.

O Worldometer aponta 213 mortes em um só dia, quinta-feira passada; o segundo maior número registrado no Chile desde 27 de junho de 2020.

Apesar de 44% da população imunizada com duas doses, se fosse do tamanho do Brasil, a média diária de mortes do Chile seria de 1.188.

A situação do Chile é grave: superou em casos e mortes o Canadá, com dobro da população, e as Filipinas, cinco vezes mais populoso.

Deixe uma resposta