Em decisão unânime, executiva do DEM expulsa Rodrigo Maia do partido

Orçamento específico para combate ao coronavírus pode ser votado amanhãExecutiva Nacional do DEM determinou a expulsão do ex-presidente da Câmara por infração disciplinar

O Democratas decidiu expulsar do seu quadro de filiados o deputado federal e ex-presidente da Câmara Rodrigo Maia (RJ). Após reunião realizada nesta segunda-feira (14), a Executiva Nacional do partido decidiu, por unanimidade de votos, que Maia cometeu infração disciplinar, segundo informou o DEM em nota oficial.

A relação entre Rodrigo Maia e o DEM, presidido pelo baiano ACM Neto, tem se desgastado desde o primeiro mandato dele no comando da Câmara dos Deputados, cargo que exerceu por quase cinco anos.

Após Maia deixar a Presidência no início de 2021, o partido passou a julgar a expulsão. No seu último discurso como presidente da Câmara, Maia chegou a anunciar que abandonaria o partido.

Segundo jurisprudência do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), é incabível ação de perda de mandato contra políticos expulsos de seus partidos. Portanto, Rodrigo Maia só precisa escolher um novo partido até seis meses antes da próxima disputa eleitoral, em outubro do ano que vem, caso decida concorrer a cargo eletivo.

Veja a nota do DEM:

Nota oficial

Em reunião realizada nesta segunda-feira (14), a Executiva Nacional do Democratas decidiu expulsar o deputado Rodrigo Maia (RJ) de seu quadro de filiados.

Após garantir o amplo direito de defesa ao parlamentar, os membros da Executiva apreciaram o voto da relatora, deputada Prof. Dorinha.

A comissão nacional, à unanimidade de votos, deliberou pelo cometimento de infração disciplinar, e consequente expulsão do deputado.

Executiva Nacional do Democratas

Deixe uma resposta