Dino diz torcer por saúde de Bolsonaro: “Tem multa para pagar no MA”

Ao comentar a hospitalização às pressas do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ocorrida na madrugada da última quarta-feira (14/7), o governador do Maranhão, Flávio Dino (PSB), disse que torce pela “plena recuperação” do adversário, mas lamentou a tentativa de vitimização política que, segundo ele, ocorreu após a internação.

Flávio Dino (PSB)

Bem humorado, o governador apontou que o uso político não é adequado e disse torcer para que o presidente recupere logo a saúde, para que possa responder a processos e ainda pagar a multa que deve ao estado do Maranhão.

“Não quero tratar de forma alguma sobre problema de saúde de adversário p0lítico. O que eu lamento é a tentativa de politizar um problema de saúde”, disse o governador, em entrevista ao Metrópoles nessa sexta-feira (16/7).

“Quanto ao problema de saúde, eu torço muito para que ele não tenha nada de grave e que resolva o problema dele, que os médicos resolvam, que o hospital resolva. Agora, outras pessoas tentam montar uma estratégia de vitimização que não é adequada, não é conveniente”, destacou.

“Nesse aspecto, eu lamento e espero que ele tenha sua saúde plenamente restaurada. Até porque, ele tem muitos processos para responder no futuro. E tem uma multa para pagar lá no Maranhão”, brincou o governador.

A multa se refere à visita de Bolsonaro ao estado em maio deste ano, quanto o presidente desrespeitou medidas sanitárias impostas pelo governador em função da pandemia de Covid-19, provocando aglomerações e não usando máscara. Na época, era permitido realizar eventos no estado com no máximo 100 pessoas até às 23h

A Superintendência de Vigilância do Maranhão fixou a punição em R$ 80 mil. O documento indica que Bolsonaro violou o limite de pessoas permitido ao promover no município de Açailândia uma cerimônia de entrega de títulos rurais.

Deixe uma resposta