Doenças mamárias atingem mulheres e homens

As mulheres aprendem, desde pequenas, que o ginecologista é o médico que vai acompanhá-las durante toda a vida. No entanto, tão importante quanto a ginecologia é a mastologia. Essas especialidades se complementam.  

“O mastologista é especialista na prevenção, no diagnóstico e no tratamento das doenças mamárias. O ginecologista avalia a saúde da mulher como um todo, principalmente, do sistema reprodutor. Ele também examina as mamas e encaminha ao mastologista quando detecta alguma alteração”, explica a mastologista Michelina Barroso.  

Segundo a médica, toda mulher a partir dos 40 anos, mesmo assintomática, deve realizar o exame de mamografia anualmente como forma de diagnóstico precoce do câncer mamário. Mulheres com história familiar de câncer de mama e ovário podem precisar iniciar esse rastreamento mais cedo”.  

As queixas mais comuns que motivam a procura dessa especialidade são: dor mamária, nódulos, secreção e medo de câncer nas mulheres e crescimento da glândula mamária (ginecomastia) no homem. 

A cada 100 casos de câncer de mama 1 ocorre no sexo masculino.  Segundo a dra Michelina Barroso, “o homem com suspeita de câncer de mama pode se queixar de nódulo, retração ou secreção pelo mamilo”. 

Mulheres e homens, ao perceberem alguma alteração nas mamas, devem procurar o mastologista.  

Michelina Barroso atende no Ambulatório de Especialidades Médicas do Hospital e Maternidade Marques Basto de segunda a quinta-feira pela manhã. Hospital e Maternidade Marques Basto, o único da região norte do Estado em atendimento de alta complexidade! Marque sua consulta pelo número (86) 3315– 7000 (whatssap) ou (86) 3315 – 7001. 

Deixe uma resposta