Alexandre de Moraes manda prender Jefferson, um dos seus maiores críticos

Ex-deputado foi preso a pedido da PF no âmbito do inquérito contra “atos antidemocráticos”

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), mandou a Polícia Federal prender preventivamente (sem przo para acabar) o ex-deputado federal Roberto Jefferson, presidente nacional do PTB. Jefferson é um dos maiores críticos de Moraes. A prisão foi solicitada pela Polícia Federal.

Além de ordenar a prisão do político, que o critica reiteradamente em entrevistas e nas redes sociais, o ministro ainda determinou o bloqueio de conteúdos postados por Jefferson, que é um dos principais defensores do presidente Jair Bolsonaro.

A informação sobre o mandato de prisão foi divulgada pelo próprio Jefferson em sua conta no Twitter, quando disse que a PF havia vasculhado a casa onde mora sua ex-mulher, mas no post ele dizia não saber quem ordenara o que chamou de “canalhice”.

A decisão de Moraes inclui também a apreensão de armar (o presidente do PTB é colecionador) e acesso a mídias de armazenamento,

Roberto Jefferson tem feito críticas ácidas e ataques, inclusive pessoais, contra quem o prendeu e o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luis Roberto Barroso.

Deixe uma resposta