Governador confirma compra direta de 500 mil doses da Coronavac pelo Piauí

O governador Wellington Dias (PT) confirmou na manhã desta segunda-feira (16) que as 500 mil doses da vacina Coronavac, negociadas pelo Piauí diretamente com o Instituto Butatan, devem chegar até o mês de setembro. A ideia é garantir a imunização de toda a população acima de 18 anos e também reforçar a aplicação da segunda dose na capital e no interior.

“Nós fizemos uma opção de compra com o Butatan, onde vamos, agora em setembro, receber uma cota extra do Piauí para 500 mil doses. Infelizmente, ainda está travada aquela parte da Sputnik, mas com essa do Butatan, isso garante uma condição da gente acelerar a vacinação. O objetivo é garantir que a gente tenha toda a população com mais de 18 anos vacinada até o mesmo de outubro. Precisa ampliar a segunda dose. O que a ciência está recomendando é a necessidade de ampliar a segunda dose. O Brasil está baixo e o Piauí também. Isso que vai prevenir”, explicou o chefe do executivo.

Além do Piauí, outros estados negociam a compra direta que deve ocorrer após o encerramento do contrato do Butantan com o Ministério da Saúde.

“O Butatan encerra agora em Agosto o contrato para 100 milhões de doses com o ministério da Saúde. Com base nisso, anunciou que estaria livre para tratar direto com os estados em relação às doses que ele vai continuar produzindo. Vários estados se apresentaram, o Piauí também. Já conseguimos reserva para essas 500 mil doses  previstas para o mês de setembro”, destacou Wellington Dias, que coordena a temática vacinação no Fórum Nacional dos Governadores.

O anúncio da possibilidade de compra direta junto ao Butatan havia sido feito na última sexta feira pelo governador, que também reconheceu que o Piauí está atrás de outros estados na imunização por faixas etárias.

Deixe uma resposta