Governo torce por chuvas enquanto ignora solução barata da energia solar

em vez de investir em novas formas de geração, como a solar, governo fica torcendo por chuvas. Foto: EBC

O governo Jair Bolsonaro repete o erro dos anteriores culpando falta de chuvas, quando é a falta de investimentos que provoca crise de energia. Esperava-se do ministro Bento Gonçalves, na coletiva de quarta (25), ações para reduzir a dependência de São Pedro, mas o titular de Minas e Energia apenas fez previsão do tempo. Especialistas alertam: é hora de o governo investir ou deixar que invistam em geração barata e de rápida implantação, como a Geração Distribuída (GD), a energia solar.

Lobby do atraso

Omisso, o governo favorece o lobby das distribuidoras para inviabilizar a energia solar por óbvia razão: reduz a conta mensal de luz em até 95%.

Omissão indesculpável

Impressiona também, no lobby contra energia solar, a omissão cúmplice da Aneel, agência reguladora a serviço das bilionárias distribuidoras.

Taxaram o Sol

Além de não incentivar a energia solar, o governo não agiu para impedir a “taxação o Sol”, como prevê recente projeto aprovado na Câmara.

Na rota do brejo

O modelo de energia solar aprovado na Câmara imita o da Espanha, que foi um desastre. Já a Itália, que incentivou a GD, hoje exporta energia.(Cláudio Humberto)

Deixe uma resposta