Lobby bilionário tentará barrar MP dos combustíveis

A medida provisória que institui o livre mercado no setor de combustíveis é passo essencial, mas todo cuidado é pouco. As distribuidoras, que não passam de atravessadoras no setor, não desistirão facilmente do negócio que “ganharam” de bandeja da Agência Nacional do Petróleo (ANP) e devem acionar seu lobby bilionário para tentar impedir a aprovação da medida. Maiores financiadores de campanhas eleitorais, atravessadores têm até “bancada” de parlamentares que defendem os seus interesses.

Enfim, o livre mercado

A luta dos produtores de etanol é pelo livre mercado. Era o único setor proibido de vender o que produz aos clientes: os postos de combustíveis.

Consumidor beneficiado

É estreita a avaliação de que as mudanças beneficiam o Nordeste. Não é o caso. O consumidor é que será o grande beneficiado.

Preço será o de mercado

As distribuidoras poderão operar da mesma maneira, só que o preço será o do mercado e não aqueles que essas atravessadoras ditavam.

Produtor será distribuidor

Pela nova regra, cada produtor passa ser uma distribuidora. Não fazia o menor sentido o fabricante não poder vender sua produção.(Cláudio Humberto)

Deixe uma resposta