No Ceará, servidores que não se vacinarem serão punidos

Governador Camilo Santana (PT)

O governador do Ceará, Camilo Santana (PT), anunciou pelas redes sociais que assinou um projeto de lei que prevê punição de servidores públicos que se recusarem a receber a vacina contra a Covid-19.

“Assinei há pouco Projeto de Lei que prevê a aplicação de sanções administrativas para os servidores e empregados públicos estaduais que se recusarem a tomar a vacina contra a Covid. As medidas poderão ir desde a advertência, suspensão ou até exoneração do serviço público”, tuitou Santana.

“A lei será encaminhada hoje ainda para a Assembleia Legislativa do Ceará. É muito importante que o servidor se vacine para proteger não apenas a si mesmo, mas seus familiares e também a sociedade, uma vez que a natureza do serviço público prevê contato direto com a população”, acrescentou.

“O momento é de deixar as questões ideológicas de lado e ouvir exclusivamente a ciência. Só com a vacinação em massa conseguiremos superar de vez essa pandemia”, completou o governador cearense.

Deixe uma resposta