Centro de Simulação Realística trará capacitação para funcionários da rede SUS do Piauí

Os trabalhos de implantação do Centro de Simulação Realística na sede do SAMU estadual já estão em andamento. O Centro traz a expertise do Centro de Simulação do Hospital Albert Einstein, em São Paulo e vai promover a capacitação de todos os profissionais da rede SUS, gerando um atendimento de maior qualidade para a saúde piauiense em todas as regiões do estado.
Mesmo em fase de implantação, a rede estadual aqui do Piauí já irá encaminhar 20 profissionais para passarem por capacitação no centro de simulação do hospital de São Paulo.
“Após a capacitação destes profissionais, eles atuarão como os instrutores do nosso centro de simulação, permitindo assim que outros profissionais do estado tenham acesso aos mesmos conhecimentos e possam melhorar ainda mais a qualidade dos seus serviços junto a população”, aponta a coordenadora do SAMU estadual Cristiane Leal.
Outro ponto que a coordenadora  destaca é de que a prioridade do Centro será capacitar os funcionários da rede SUS do estado, mas que também vai fazer parcerias para disseminar ainda mais os conhecimentos.
“Nós vamos trabalhar em parcerias com hospitais, unidades de pronto atendimento, estudantes das universidades que também vão se beneficiar de todos os cursos e trabalhos que serão desenvolvidos no nosso centro”, destacou a coordenadora.
SAMU detecta o aumento de atendimento a casos de trauma-
A Coordenadora do SAMU Estadual, Cristiane Leal, apontou que no mês de Agosto o serviço chegou a marca de mais de 5 mil atendimentos, tanto das unidades de suporte básico, como do SAMU aéreo e unidades de suporte avançado. Dentro desses pontos foi detectada uma redução dos atendimentos de casos envolvendo a Covid-19, mas chamou a atenção para outros pontos.
“Nós percebemos que, devido as medidas tomadas pelo governo do estado os números de atendimentos para casos Covid-19 vem reduzindo. No entanto, precisamos chamar atenção para a população sobre os casos de traumas e urgências clínicas que vem registrando aumentos e muitas vezes precisam de cuidados mais prolongados”, disse a coordenadora.
O apelo é de que a população tome mais cuidados para evitar o aumento desses casos que muitas vezes necessitam de cuidados especializados e podem permanecer na rede de urgência e emergência do estado por um período mais prolongado.

Deixe uma resposta