Ciro Nogueira o ministro piadista da pandemia

Ciro com ofensas pessoais

Ciro Nogueira o ministro piadista da pandemia

“Você faz o seguinte: pega uma dessas estradas que Wellington Dias não construiu ou não recuperou, passa por uma obra do ‘Pro-Piauí’ do Rafinha ‘Pé de Chumbo’ ( Rafael Fonteles) que ele não fez, chega em hospital ou posto de saúde que ele também não construiu e aí você toma a vacina que ele não comprou”.

Uma leviandade do ministro

O Piauí como os demais estados recebem vacinas distribuídas pelo governo federal. Após tanta politização das vacinas como a Sputnik russa pretendida pelo consórcio nordeste que em testes, comprovou 90% de eficácia contra a variante indiana, mas foi criminalizada por politicagem, enquanto o ministério da saúde  negociava a Covaxin com superfaturamento.

Enquanto isso em Brasília…

A senadora Eliane Nogueira, mãe do ministro Ciro, repete os hábitos do filho e é destaque nacional por usar dinheiro do Senado para circular pelo país em avião particular.

Ciro Nogueira traiu todos os governos que apoiou

Ingressou na vida pública como deputado federal do PFL em 1995 e já levou de colo seu pai, sua mãe e seus quatro irmãos para bons empregos no gabinete na Câmara federal.
Esteve na base de Fernando Henrique Cardoso (PSDB), Lula (PT), Dilma Rousseff (PT) e Michel Temer (MDB), agora Jair Bolsonaro sem partido. Ciro é um político profissional, jogando piada sem graça aos bobos em meio a uma Pandemia. Já passou por inúmeras denúncias de corrupção, sempre sedento pelo poder, demonstra uma enorme falta de empatia e responsabilidade ao cargo de ministro da casa civil que ocupa, onde poderia ser um grande herói não só “Pro Piauí, Pro Brasil”.

Fonte:piauiverdade/Coluna de Renato Montanha

Deixe uma resposta