Família Sarney tenta se reerguer no Maranhão com candidatura de Roseana

Derrotada nas urnas em 2018, a ex-governador do Maranhão Roseana Sarney (MDB) ensaia uma volta por cima diferente para retornar à política. Com receio de nova derrota para um cargo majoritário, a filha do ex-presidente José Sarney, poderá disputar uma vaga à deputada Federal pelo Maranhão nas eleições de 2022.

Ex-presidente José Sarney e sua filha Roseana Sarney

Apesar de ter anunciado aposentadoria da política em 2014, após renunciar o governo alegando problemas de saúde, a cacique política do Maranhão logo voltou atrás de sua decisão e em 2018 tentou novamente ser governadora do estado, mas foi derrotada ainda no primeiro turno pelo seu oponente o governador Flávio Dino (PC do B) que venceu a eleição e foi reeleito governador com mais de 59% dos votos.

Eleita governador por quatro mandatos, 16 anos, eleita senador e, também, deputado, Roseana se tornou uma das políticas mais influentes do estado do Maranhão. Porém, tem perdido força e visto seu clã diminuir com a ascensão de novos nomes no Estado e para manter vivo o desejo de estar sempre com um cargo, deverá descer um pouco o degrau e se candidatar à deputada Federal.

Em entrevista ao jornal o Globo, Roseana não escondeu o desejo de voltar a ter um cargo público. “Gostei muito de ser deputada. Foi uma honra representar meu estado e quero voltar”, diz Roseana.

Tal feito não será difícil para Roseana que carrega nos ombros a influência do pai, José Sarney, que além de governador do Maranhão, foi presidente do Brasil e senador pelo estado do Amapá, no qual a família Sarney também tem bastante influência.

Sarney Filho e Edson Lobão (foram derrotados para o Senado) e Roseana Sarney (perdeu para o governo) em 2018. (foto: Atual7)Sarney Filho e Edson Lobão (foram derrotados para o Senado) e Roseana Sarney (perdeu para o governo) em 2018. (foto: Atual7)

Além de Roseana, também não teve êxito na ‘Chapa Sarney’ na eleição de 2018, o irmão dela Sarney Filho que se candidatou à uma das duas vaga para o senador pelo Maranhão, mas acabou em terceiro perdendo por mais de 750 mil votos, já o outro candidato da chapa para o Senado era o ex-ministro Edson Lobão ficou em quarto. Na família, quem obteve mandato em 2018 foi o deputado estadual Adriano Sarney (PV), filho de Sarney Filho, que foi reeleito para o segundo mandato na Assembleia Legislativa do Maranhão com mais de 50 mil votos.(Política Dinâmica)

Deixe uma resposta