Greve de caminhoneiros é a ‘tempestade perfeita’

Caminhoneiros parados nas estradas. Foto: Valter Campanato/Abr

Se há caminhoneiros com a fantasia de que fecharão o STF paralisando e quebrando o Brasil, há outros, numerosos, que estão revoltados com outro “poder” jamais desafiado: a Petrobras e sua política de aumentos (52 só este ano). Os aumentos da Petrobras esfolam os brasileiros para produzir lucros pornográficos, como os R$42,8 bilhões registrados em apenas 90 dias, no segundo trimestre deste ano. Mas, somada à crise política, cria-se a “tempestade perfeita” para enfiar o País no saco.

Sequência criminosa

Na greve anterior, durante o governo Michel Temer, os caminhoneiros não suportaram 217 aumentos seguidos no preço dos combustíveis.

Assim, até minha avó

A política de preços na Petrobras foi inventada para reverter os prejuízos causados pela roubalheira dos governos do PT. E continua até hoje.

Monopolismo selvagem

A Petrobras e seus investidores se aproveitam do monopólio, dos favores de ser estatal, para impor selvagemente os preços que bem entendem.

Agir, que é bom nada

O governo ensaiou, mas nada fez para adotar gatilhos de compensação, usados em outros países, para neutralizar aumentos dos combustíveis.(Por: Cláudio Humberto)

Deixe uma resposta