Inquérito de atos ‘antidemocráticos’ deve ser arquivado

O presidente Jair Bolsonaro fala à multidão, em Brasília, neste dia 7 de Setembro.

O procurador-geral Augusto Aras emitiu parecer favorável para arquivar inquéritos dos “atos antidemocráticos”, no âmbito do Supremo Tribunal Federal. As chances de arquivamento são fortes, dizem fontes próximas ao STF. Aras argumentou que houve perda de objeto dos inquéritos após a Lei de Segurança Nacional ter sido substituída pela Lei de Defesa do Estado Democrático de Direito, sancionada com vetos pelo presidente Jair Bolsonaro de artigos que afetam diretamente os presos por Moraes.

Ao ministro

O parecer de Aras já está sob exame de Alexandre de Moraes, e a expectativa no próprio STF é que o ministro o acolha.

Prisões revogadas

Caso se confirme o arquivamento, as prisões de Roberto Jefferson, Daniel Silveira, Zé Trovão e Wellington Macedo serão revogadas.

Acordo acalma

As rodas de políticos e ministros de tribunais superiores falam em suposto “acordo” que levou Bolsonaro a fazer a Declaração a Nação.

Inquérito clone

O inquérito dos atos antidemocráticos foi substituído por outro, rebatizado de “milícias digitais”, com o mesmo espírito anti-bolsonarista.(Cláudio Humberto)

Deixe uma resposta